Toda empresa precisa estar atenta aos movimentos do mercado e se preparar para o que está acontecendo no ecossistema brasileiro e nacional. Portanto, faça pesquisa de mercado!

Ter ideia do que está rolando no ambiente que você está inserido é essencial para mapear as próximas ações e movimentos que irá tomar e seguir adiante! E não pense que isso é interessante apenas para as grandes empresas.

É importante para todos os tipos de negócio, tanto as startups quanto corporações com milhares de funcionários. Inclusive muitas empresas pagam por consultorias e pesquisas de mercado externas para estarem seguras das decisões que irão tomar.

Por que mapear o mercado?

Startups

Antes de colocar em prática a sua ideia, você precisa reunir dados externos para saber qual o tamanho do seu mercado. É importante reunir o máximo de dados sobre alcance, quanto é faturado e como as empresas estão divididas dentro daquele segmento.

Os investidores precisam ver que você fez bem a lição de casa quando for apresentar sua empresa e fizer o pitch de negócio.

Você precisa mostrar que entende daquele mercado e de como funciona. Mostre para o investidor que você entende do que está falando. Dados são essenciais. Isso vale também para as startups que não estão em estágio inicial. É comum que depois de receber investimento ou nos primeiros passos do caminhar da empresa, o empreendedor pare de procurar informações de mercado. Fique atento a isso, pois reunir dados do contexto e ecossistema que você está inserido é um passo importante até chegar ao tão aclamado product market fit!

Grandes Companhias

É comum que as grandes empresas façam pesquisa de mercado ou até paguem consultorias especializadas nisso. O objetivo normalmente é estudar a possibilidade de novas atuações, diversificação do negócio e lançamento de novos produtos.

Esse movimento é essencial para a inovação corporativa, que é quando a empresa se prepara para ficar mais competitiva diante do mercado, criando programas internos, novas frentes ou serviços. Inclusive, é comum que a organização procure startups para ajudar nesse movimento.

Inclusive, a Distrito e a KPMG por meio do programa Leap ajudam grandes empresas a implementar o processo de inovação corporativa. Com processos proprietários de inovação, como Business Hacking™ e Reality Transformation™, cria-se uma visão clara e escalável com as melhores soluções e tecnologias do ecossistema global de startups.

Qual a importância do mapeamento de mercado?

O mapeamento de mercado é um estudo que traz as principais peculiaridades, características e peculiaridades no cenário e contexto empresarial para a comercialização de produtos ou serviços em um segmento específico. São reveladas informações sobre:

  • clientes: quais as expectativas, hábitos de consumo, demandas e necessidades;
  • concorrentes: como estão posicionados no mercado e como executam as atividades;
  • fornecedores: diferenciais, serviços que oferecem e a forma como gerenciam a logística.

Após a análise são geradas informações ricas sobre o mercado, que irão indicar o caminho  aser seguido. Essa iniciativa é importante tanto para startups quanto para grandes empresas.

Um dos principais benefícios do mapeamento de mercado é a possibilidade de conhecer a fundo os clientes. Sabendo exatamente o que o consumidor deseja e precisa, é maior a chance para elaborar um produto que tenha fit com as necessidades do consumidor.

Como fazer

  • Determine seus objetivos e o público-alvo: delimite os objetivos da pesquisa de mercado. Por exemplo, averiguar quais são as perspectivas de aceitação de uma fintech;
  • Faça a coleta de dados — escolha os canais e fontes vai usar para colher os dados
  • Defina o método da pesquisa de mercado;
  • Monte o escopo de entrevistas — enumere a quantidade de pessoas e empresas que serão entrevistadas;
  • Escolha os instrumentos adequados —  faça um roteiro para a entrevista, delimite o objetivo, entenda quais serão as ferramentas e se haverá o uso de formulários online;
  • Aplique a pesquisa — definido os entrevistados, tanto clientes e empresas, coloque em prática.
  • Organize e analise os dados — ordene as informações que foram coletadas e elabore o relatório final.

Entenda o seu consumidor

Como falado no tópico anterior, você precisa compreender a necessidade do seu cliente. Como empreendedor, saiba que o consumidor mudou. A forma como ele consome conteúdo e é impactado pelas empresas de marketing é diferente!

Portanto, você deve estar atento a isso. Com as novidades tecnológicas, as relações com as marcas baseadas em respeito e fidelidade incondicional fazem menos sentido.A tecnologia está transformando consumidores passivos em usuários ativos.Hoje, eles têm mais voz e escolha, mais do que nunca!

Leia os Estudos realizados pelas empresas especializadas

Você precisa ir atrás e buscar se informar. Procure por informações divulgadas em grandes portais, como Exame, ou pesquisas realizadas por instituições como o IBGE. Na Distrito é realizado constantemente estudos sobre diversos segmentos de mercado. Pesquisas como essas ajudam você a mapear todo o ecossistema empreendedor que a sua empresa está inserida.

A indústria mudou e você precisa saber disso

Baixe aqui o relatório sobre a Indústria 4.0

Baixe aqui o relatório sobre a Indústria 4.0

Atualmente a indústria tradicional está relutante com as novas tecnologias que estão surgindo no mercado e mudando o status quo. A indústria 3.0 precisou se adaptar quando o computador e a automação chegaram e dominaram todo cenário industrial. Um período difícil para muitos, porém extremamente próspero para outros.

Você indústria ou startup que está se inserindo nesse mercado deve estar atento a essas mudanças. É necessário se informar e entender sobre os movimentos da Indústria 4.0. Você que é um startupeiro precisa saber como a sua empresa pode aproveitar essa mudança. E dados são essenciais para isso.

Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), menos da metade da indústria (apenas 48%) utiliza alguma tecnologia digital, tendo maior adesão nas empresas de grande porte e nas que possuem uma intensidade tecnológica maior em suas atividades. O foco da implementação dessas tecnologias é o ganho em eficiência e produtividade.

O governo federal, reconhecendo a importância da transformação digital na indústria brasileira, lançou a Agenda Brasileira para a Indústria 4.0, um plano de 10 passos para facilitar e fomentar a inovação no setor fabril do país.

Algumas das metas do plano são:

  • Implementar um programa de cooperação entre startups e grandes empresas;
  • Zerar impostos de importação sobre equipamentos relevantes;
  • Apoiar 1,5 mil empresas no programa Brasil Mais Produtivo;
  • Investir R$30 milhões em testbeds de tecnologia entre 2018-2019.

Perceba como é importante saber esses dados, por exemplo, até para uma conversa com um investidor em que você pode comentar sobre esse plano e como o governo vê o ecossistema brasileiro industrial. Portanto, fazer pesquisa de mercado, entender os dados, mapear e entrevistar seu cliente é essencial para desenvolver o seu produto ou serviço de maneira eficaz.