A realidade do varejo há algum tempo já não é mais a mesma e enfrenta mudanças cada vez mais velozes. Assim, boa parte de toda essa transformação acontece devido à nova revolução industrial ou, como alguns preferem chamar, à indústria 4.0.

Portanto, não é mais novidade dizer que a evolução digital traz uma série de necessidades e desafios para empresas e empreendedores. Quebra de paradigmas, integração de processos, adoção de tecnologias e alterações bruscas nas jornadas de consumo são apenas alguns dos muitos sintomas enfrentados pelas marcas em meio ao cenário moderno.

Dessa forma, isso significa que, para sobreviver, a indústria precisa se reinventar. Precisa, além de tudo, mudar suas estratégias para que levem o cliente no centro, sempre.

Mas, afinal, o que é a Nova Economia? E a Indústria 4.0? Bom, vamos mergulhar no assunto e entender um pouquinho mais de cada um deles.

Recomendamos que leia também nosso ebook A experiência do cliente na Nova Economia para ajudá-lo a entender todas as transformações pelo qual todo mercado, internacional e nacional, está passado. Além disso, o ebook traz uma visão bem interessante do ponto de visto do varejista e do trade marketing!

Quer saber como conquistar seu cliente na Nova Economia? Baixe o ebook

Nova Economia

A Nova Economia é conhecida como a era de transformações pelo qual todo o mercado e empresas estão passando. Nesse momento de mudança, online e offline não podem mais ser vistos como coisas diferentes. Eles se juntam. As grandes empresas, startups e PMEs devem saber disso e entender a importância de olhar o consumidor com outros olhos!

Dessa forma, na era digital, é indispensável saber responder às seguintes perguntas:

  • O que o público espera da minha marca?
  • O que posso fazer para tornar essa experiência a melhor possível?

No infográfico abaixo, você confere um pouco da mudança pela qual o consumidor passou. Hoje, já podemos chamá-lo de consumidor 3.0.

Diferenças entre o consumidor passivo e o usuário ativo.

Portanto, a empresa que não souber se adaptar à nova economia pode sofrer graves consequências. Se formos pensar muitas empresas, que na sua época eram conhecidas como grandes corporações de sucesso, não souberam lidar com a transformação digital.

Ademas, um exemplo disso é a Blockbuster. Com o tempo, ela ficou para trás e não conseguiu prever ou adaptar seu modelo de negócio para as transformações da Nova Economia. A empresa era líder no segmento de locação de DVDs e filmes com suas unidades físicas espalhadas ao redor do mundo.

No entanto, a empresa não soube aproveitar as oportunidades para se adaptar. Ela teve, inclusive, a chance de comprar a Netflix quando a empresa estava começando. O tempo passou e, hoje, a Blockbuster fechou as portas enquanto a Netflix cresceu e se expandiu. 

Os novos tipos de negócio da Nova Economia

A nova economia trouxe ao cenário atual empresarial novos conceitos de de negócios e empresas. Eles são:

  • Criativos: são aqueles que trazem ideias disruptivas, que quebram paradigmas, e causam transformações vitais. Normalmente entregam bens intangíveis.
  • Sociais ou de impacto: tem como foco o impacto que geram na sociedade e nem tanto no faturamento em si. O objetivo é se utilizar de propostas diferenciadas para impactar positivamente a sociedade e o próximo.
  • Inovadores Corporativos: são conhecidos como intraempreendedores e são importantes para as grandes empresas. Afinal, por meio deles é que muitas delas encontram novos caminhos de atuação, produtos e serviços que não estavam sendo mapeados.
  • Escaláveis: o intuito desses negócios é criar um negócio que possa ser escalável e replicável de maneira rápida e eficiente com a intenção de criar lucro e gerar crescimento exponencial.

A Indústria 4.0

Você sabe o que é a Indústria 4.0 e por que utilizam esse termo? Antes disso é bom relembrar os efeitos que a Revolução Industrial trouxe para as pessoas e a transformação que causou.

Tudo isso deu acesso à população a uma nova gama de produtos, serviços, como também novas formas de distribuição de energia até meios de transporte mais adaptados para a realidade atual.

O efeito disso também impactou inclusive a migração de muitas pessoas para os grandes centros comerciais e modificou muito a distribuição de pessoas por determinadas regiões.

Dessa forma, atualmente, nós vivemos em uma revolução tecnológica que está transformando a maneira como o mundo funciona. A Indústria 4.0 já começou e traz a união de máquinas e softwares mais inteligentes e otimizados para qualificar, aumentar e baratear a produção industrial. Some a isso também novas possibilidades de uma análise computacional mais avançada com o trabalho colaborativo dos novos colaboradores. 

No infográfico abaixo é possível perceber o quanto o comportamento do consumidor está mudando. Portanto, isso impacta diretamente na Indústria 4.0 e a Nova Economia é responsável também por todas essas mudanças e transformações.

No Brasil, os números são proporcionalmente bem parecidos. Somos mais de 210 milhões de brasileiros. Quase 140 milhões têm acesso à internet. Destes, 58% são usuários ativos das redes sociais e, hoje, temos mais celulares do que pessoas no território.

Por dia, a média de tempo que estamos navegando por aí é de:

8h56 em computadores ou tablets;
3h56 em nossos smartphones;
3h43 nas redes sociais;
2h37 assistindo TV.

Como pensar a experiência do cliente na nova economia

Dessa forma, foi pensando neste desafio que a Involves e o Distrito uniram forças e produziram um ebook inédito. Nele, abordamos inovações e tendências do varejo focadas na personalização da experiência de compra.

Prepare-se para saber mais sobre:

  • Os impressionantes números da indústria 4.0
  • As 4 principais tendências do novo varejo
  • Como a jornada de consumo afeta o mercado e os consumidores
  • A importância de manter o cliente no centro
  • Materiais complementares relacionados
Baixe o ebook

Como, afinal, lidar com todas as transformações latentes trazidas pela nova economia? E por que a transformação digital é tão importante para startups e varejistas?

Isso é o que você está prestes a descobrir.

Quer saber como conquistar seu cliente na Nova Economia? Baixe o ebook