Ter um ótimo produto ou serviço e market fit é essencial, mas contar um mentor é tão importante quanto.

Uma mentoria para startups, quando realizada de forma eficaz, oferece benefícios para ambas as partes, mas é, antes de tudo, um relacionamento de apoio e encorajamento que se concentra nas necessidades do empreendedor que está iniciando sua jornada.

Relacionamentos como esses são muito poderosos. Com um bom mentor para startups, o empreendedor é orientado e tem suporte para que possa atingir seu máximo potencial.

Uma pesquisa sobre o setor de tecnologia de Nova Iorque identificou que  ter um mentor é uma das características características que, geralmente, são destacadas como responsáveis pelo sucesso de startups.

Quero receber conteúdos exclusivos

O que os mentores realmente fazem?

Mentores não são seus empregados, nem seus consultores ou seus co-founders. Eles estão mais próximos de um “amigo de negócios”, alguém com quem você pode falar honestamente e que está sempre ao seu lado.

Os bons mentores geralmente fazem quatro coisas:

  • Fornecer feedback, especificamente feedback honesto, sobre suas idéias e ações, mas não dizendo a você o que fazer;
  • Apresentá-lo à sua rede de contatos, abrindo portas que pareciam fechadas;
  • Dar apoio mental. Você acha que não precisará ao iniciar o seu negócio, mas, acredite, uma hora ou outra será necessário;
  • Oferecer uma perspectiva de como estão, e como são, as coisas lá fora.

Os principais benefícios de ter um mentor para a sua startup

Mesmo os empreendedores mais conhecidos, incluindo Mark Zuckerberg e Bill Gates, tinham mentores.

O fundador do Twitter, Jack Dorsey, diz ter aprendido a pensar mais e melhor com seu mentor, Ray Chambers. E, você conhece a Salesforce? Marc Benioff, o founder da empresa, diz que ela não existiria se não fosse pelo seu mentor Steve Jobs.

Poderia listar vários outros exemplos de cases de sucesso de mentoria, mas vou citar alguns benefícios que um mentor para startups pode oferecer:

  • Exposição a novas formas de pensar;

  • Conselhos sobre como desenvolver seus pontos fortes e superar suas fraquezas;

  • Estratégias para o crescimento do seu negócio;

  • Oportunidades para adquirir conhecimento e desenvolver novas habilidades;
  • Uma nova perspectiva sobre os desafios que você está enfrentando;

  • A possibilidade de aumentar o reconhecimento e a visibilidade em seu setor;

  • Maior confiança.

Não apenas os empreendedores se beneficiarão da mentoria, mas também a empresa inteira, através da melhoria e engajamento da equipe, aprimorando suas habilidades de liderança e fortalecendo a cultura da empresa.

A mentoria para startups também é benéfica em um sentido mais amplo, pois pode atuar como uma forma estratégica de desenvolver e nutrir parcerias ativas dentro de uma comunidade de negócios.

Como encontrar o mentor ideal para sua startup

Startups que podem aproveitar o conhecimento e a experiência de mentores experientes têm uma chance muito maior de sobrevivência, mas cada startup tem suas próprias necessidades.

Enquanto uma startup precisa de ajuda com o marketing para impulsionar seus negócios, outra startup pode precisar de auxílio para conseguir uma rodada de investimento.

Então, qual tipo de mentor você deve ter? Veja o que as startups devem procurar ao escolher um mentor:

Alinhado com o estágio da startup

Você precisa combinar seu mentor com o estágio atual do desenvolvimento de sua startup.

Com um mentor bem alinhado ao seu ciclo de vida será mais fácil de se relacionar e as táticas usadas para crescer e escalar serão mais práticas e relevantes para a situação atual da sua startup.

Por exemplo, se você não está nadando em milhões de corporate venture e sua startup está atualmente no estágio de MVP, pode fazer mais sentido ser orientado por um fundador com muita experiência no lançamento de startups.

Que pode validar suas ideias

Startups e empreendedores iniciantes gostam de conversar com os mentores porque eles podem validar o trabalho que já está em andamento.

Quando você cria um novo recurso de produto ou uma estratégia de crescimento, é fácil ficar empolgado com isso, claro. Ao mesmo tempo, também é muito fácil começar a pensar obsessivamente em todas as maneiras pelas quais a ideia pode falhar, até desistir dela.

Por isso é tão importante encontrar um mentor que possa ajudá-lo a validar suas ideias, mas que também seja capaz de lhe dizer quais ideias precisam de mais análise e desenvolvimento.

Conhecimento do setor

Um mentor do mesmo setor e na área específica de sua startup ajudará você a entender as variantes dos negócios e a natureza do mercado.

Geralmente, um mentor fora de seu mercado fornece conselhos genéricos e, às vezes, isso não seria aplicável à sua startup.

Isso significa que não há valor em conversar com mentores de outras indústrias? Claro que não! As habilidades são transferíveis e muitas pessoas fizeram seu nome em um setor antes de mudar para outro.

Basta olhar para Elon Musk, que está envolvido em tudo. Desde vôos espaciais privados até carros elétricos e hyperloops. Quem não gostaria de ter Musk como mentor?

Mas se você está procurando maximizar o retorno para seu investimento, pode ser interessante encontrar um mentor que possa fornecer conselhos acionáveis ​​desde o início.

Forte rede de contatos

Um mentor com fortes conexões na indústria e no ecossistema em que você está operando é altamente valioso, ele tem o potencial de abrir várias portas para você.

O mentor pode conectar você a uma grande rede que pode lhe render testes iniciais com clientes, reuniões estratégicas, clientes em potencial, investidores ​​e muito mais.

Por exemplo, os investidores sentem-se mais confortáveis ​​ao fazer um investimento se a startup for indicada por sua rede de contatos. O mesmo se aplica a potenciais clientes.

Personalidade certa

Não que exista uma “personalidade certa”, mas, por alguma razão, certas pessoas simplesmente não se dão bem trabalhando juntas.

Você irá ter uma mentoria muito mais produtiva se gostar dos encontros e das conversas com meu mentor. Mentores são seus parceiros de negócios, mas vocês podem se tornem até bons amigos.

Eles não precisam necessariamente estar totalmente de acordo com suas ideias. Isso raramente acontece. Mas eles precisam confiar em você.

Trabalhe com mentores que realmente acreditam em você e que você realmente admira.

Visionário e Problem Solver

Um grande mentor de startups deve ajudá-lo a encontrar grandes soluções para os problemas enfrentados por sua startup – seja de finanças, tecnologia, acesso a mercados ou cultura organizacional.

O mentor deve auxiliar a startup a criar soluções para esses problemas de maneira criativa e eficiente, além de trazer seu conhecimento experimental para lidar com situações inesperadas.

Também deve ajudá-lo a enxergar além das questões operacionais e táticas enfrentadas e ajudá-lo a construir uma visão mais ampla.

Deve auxiliá-lo a analisar as tendências tecnológicas em evolução e a mudar a dinâmica do mercado, a criar fluxos de receita alternativos e dimensionar e solidificar sua posição no mercado.

Em geral, tenha cuidado e conhecimento ao escolher um mentor para sua startup. Um único mentor pode não ter todos os elementos listados acima e, portanto, você pode precisar de dois ou três mentores com diferentes níveis de envolvimento para guiá-lo.

Mas, se você encontrar uma pessoa com todas as características acima, você definitivamente está no caminho certo.

Mentoria x coaching

A intenção de um mentor de startups é fornecer orientação e dar aos founders de startups as ferramentas que ele gostaria de ter recebido quando estava naquela posição. Afinal, ele já passou por tudo aquilo, sabe as dores do caminho.

O mentor é um empreendedor experiente que faz a startup enxergar situações e ângulos diferentes, atuando como uma conselheiro. A relação é de mão dupla: o mentor ensina e aprende ao mesmo tempo.

Já o coaching consiste no desenvolvimento da capacidade e habilidade do indivíduo.

O processo é conduzido por um coach, profissional credenciado e certificado para exercer tal função, em sessões que levam o indivíduo ou o grupo a atingir metas e objetivos.

Também chamado de tutor, ele atua como um professor, sua atuação é mais prescritiva, “faça isso, faça aquilo”.

Tanto a mentoria para startups e o coaching visam o aperfeiçoamento e o alto desempenho, mas a mentoria é mais voltada para a área profissional, enquanto o coaching alinha vida pessoal com profissional.

Como encontrar meu mentor?

O sucesso das startups é definido por encontrar o ajuste certo. O co-fundador certo, o mercado certo, o mentor certo e os investidores certos. É sobre como conectar as peças do quebra-cabeça.

Independentemente da sua fase, seja de contratação, captação de investimento ou de mentoria, participe de eventos locais e faça parte das comunidades de inovação que vêm se consolidando no país.

Esse ecossistema pode fornecer a combinação perfeita para startups de todos os segmentos. Nesses espaços, além de encontrar seu mentor é possível receber o investimento que você precisa.

Muitos investidores fornecem capital para startups e se tornam seus mentores.

Faça parte das startups investidas e tenha um mentor alinhado com a cultura de sua startup.